Devemos levar em consideração que trabalhar em um banco, talvez não seja a ocupação mais glamorosa. Talvez tenha a reputação de ser um pouco enfadonha para algumas pessoas e para outras, não.

No entanto, será que se candidatar a um emprego no setor bancário seria a mudança de carreira perfeita? Aqui estão alguns dos prós e contras das carreiras em serviços financeiros ou bancários.

Habilidades necessárias para se trabalhar em um banco

trabalhar em um banco

  • Habilidades sociais aprimoradas 

O banqueiro típico atende às necessidades de um grande número de homens e mulheres de diferentes áreas e culturas diversas; de profissionais de carreira a empreendedores de sucesso.

Como banqueiro, você interage com muitas pessoas e oferece soluções financeiras para seus desafios e dúvidas. Um bom exemplo seria quando você informa os clientes sobre os diferentes serviços que o banco oferece para eles.

Isso pode incluir a abertura de um certificado de depósito ou conta do mercado monetário para ajudá-los a ganhar mais dinheiro do que fariam com uma conta poupança. A interação constante com as pessoas torna importante e fácil para você construir sua confiança, bem como suas habilidades sociais.

  • Uma melhor compreensão das oportunidades de investimento

Por padrão, os bancos estão nas transações financeiras comerciais e uma delas inclui ajudar indivíduos e organizações a economizar e aumentar seu dinheiro. Como os bancos ajudam você a investir?

Uma maneira que os bancos podem ajudá-lo a investir seu dinheiro é através do que é chamado de “instrumentos do mercado monetário”. Os instrumentos do mercado monetário, como o FBN Money Market Fund, fornecem às empresas, instituições financeiras e governos um meio de financiar suas necessidades de caixa de curto prazo.

Como isso o beneficia como indivíduo? Colocar uma parte de seu investimento no mercado monetário é uma opção que você deve considerar. O mercado monetário oferece títulos de renda fixa, portanto, eles operam como títulos e ajudam a gerar um fluxo constante de renda.

As receitas de investimentos dessa natureza são denominadas em taxas de juros. Alguns são cotados com base no rendimento, enquanto outros são cotados com base no desconto. Em qualquer caso, você ganha uma renda e, em alguns casos, também desfruta da segurança do seu capital.

Este é um exemplo claro das informações que você expõe ao trabalhar em um banco. No entanto, isso é apenas a ponta do iceberg, pois há muitas outras oportunidades de investimento às quais você ficará exposto.

 Trabalhar em um banco: VANTAGENS

trabalhar em um banco

  •   Variedade de oportunidades: o setor bancário do Brasil é enorme. Trabalhar para um banco não significa necessariamente trabalhar como caixa atrás do balcão, pode significar trabalhar na matriz em marketing, RH, como jovem aprendiz Caixa Econômica, ou em qualquer outra função.

  • Progressão: como as organizações bancárias são tão grandes, sempre há a chance de progredir na organização para outras funções. As vagas costumam ser anunciadas internamente primeiro, então, assim que entrar em uma organização, você será o primeiro a saber sobre as vagas.

  • Treinamento: os bancos são bem conhecidos por terem funcionários bem treinados, então, qualquer que seja sua função, você receberá as habilidades necessárias para fazer o trabalho e muitas dessas habilidades podem ser transferidas para outros setores, caso você decida seguir em frente.

  • Benefícios e salários: os salários dos bancos são competitivos e os empregadores de grandes bancos costumam oferecer excelentes benefícios adicionais, como assistência médica privada e descontos em grandes redes de varejo. Os funcionários do banco também podem obter descontos em hipotecas, empréstimos e cartões de crédito de seu empregador após um determinado período.

  • Prestígio: o setor bancário é visto como uma carreira desejável e de prestígio e é considerado mais seguro do que outros setores, como varejo ou moda. 

Trabalhar em um banco: DESVANTAGENS

DESVANTAGENS

  •    Insegurança: o banco não é mais a opção segura para uma carreira, como foi demonstrado pelo crash de 2008, quando vários dos maiores nomes do Brasil foram tornados públicos. Os bancos têm dispensado empregos e fechado agências desde então.

  •   Verificação necessária: certas ocupações no setor bancário exigem que a polícia verifique os antecedentes do requerente. Isso é semelhante à verificação DBS e significa que as pessoas condenadas por fraude, furto e outras ofensas podem ser impedidas de aceitar um trabalho com dinheiro ou com responsabilidade por dinheiro.

  • Taxa de mudança: o banco de varejo foi transformado na última década com a tecnologia digital. Este ritmo de mudança não vai diminuir e provavelmente não é a carreira para você se você gosta de coisas calmas e estáveis.

  • Trabalho com números: trabalhar com números o dia todo não é para todos, e muitas pessoas mais criativas acham que é restritivo e enfadonho se suas funções são restringidas por regras e regulamentos. 

Se você está decidido a seguir uma carreira no setor bancário, os sites dos maiores bancos do Brasil são um bom ponto de partida. Todos darão informações sobre carreiras no banco, inclusive quais qualificações são necessárias e que tipo de qualidades pessoais são necessárias.

Dependendo do cargo, você pode ter que preencher um formulário de inscrição e passar por duas ou mais entrevistas, bem como a verificação e vetting para as funções que exigem isso.

A maioria dos bancos sempre aceita referências de empregadores anteriores também, então isso pode causar problemas para os recém-chegados do exterior. Além disso, os bancos brasileiros e estrangeiros no Brasil precisam estar de acordo com a Lei da Aprendizagem, inserindo em seus quadros de funcionários de 5 a 15% de jovens aprendizes.

Isso acaba abrindo uma excelente oportunidade de primeiro emprego para jovens com idade entre 14 e 24 anos. Saiba mais! Entre em contato com a instituição financeira do seu interesse!